Conheça o Vuetify - parte 1

O Vuetify é um framework responsivo em Vue, baseado no Material Design. Já possui uma boa gama de componentes e uma documentação sólida. Neste artigo iremos conhecê-lo através de um tutorial completo, criando uma pequena aplicação para ler dados de uma conta no GitHub.

Eba! Toda segunda tem artigo sobre Vue no site Vuejs Brasil. Quer sugerir um tema? Acesse nosso fórum oficial e faça sua sugestão

Comunidade

Já temos um grupo próprio do Vuetify em português no Telegram. Além deste grupo, temos toda uma comunidade br do Vue no qual você pode participar!

Criando a aplicação

Precisamos basicamente do Node, versão 8 ou superior, e de um editor de textos como o Visual Studio Code. Com tudo isso pronto, podemos criar o projeto Vuetify escolhendo os mais diversos templates existentes:

Vamos usar o template Webpack, criando o projeto através do seguinte comando:

npx vue-cli init vuetifyjs/webpack vuetifyproject

Responda as perguntas e aguarde todas as dependências serem instaladas. Após isso, acesse o diretório do projeto e execute code . para abrir o Visual Studio Code, e npm run dev para executar o projeto no modo desenvolvedor. O navegador será aberto com o design do projeto semelhante a este:

No caso acima, estou usando a extensão para o Google Chrome chamada Vue DevTools que exibe diversas informações sobre a instância Vue do projeto. A esquerda podemos ver o Vuetify em ação, já com um menu flutuante, uma barra de títulos, um menu flutuante na parte direita, e um rodapé.

Estrutura de diretórios

Sempre que eu estou estudando um novo framework, gosto de analisar bem a estrutura de diretórios que ele trabalha. Com isso terei a base necessária para expandir o meu sistema criando os componentes no lugar certo, além de conhecer suas limitações. Conhecer bem o framework antes de utilizá-lo em um projeto real é fundamental para o sucesso do seu projeto.

No primeiro nível de diretório do projeto, temos:

  • build Contém os arquivos responsáveis pelo processo de compilação do projeto. Todos os arquivos .js, .vue, .css são “compilados” em um conjunto muito pequeno de arquivos, são minificados e impossíveis de ler a um ser humano.

  • config É no diretório config que informamos algumas configurações de projeto, como por exemplo a URL de acesso a API do backend. Este artigo explica como funciona o processo.

  • node_modules Quando executamos npm install, todas as bibliotecas de projeto são baixadas da internet para esse diretório. Não altere nada nesse diretório, sempre que quiser baixr uma nova versão de alguma biblioteca, altere o arquivo package.json e execute npm install novamente.

  • src O diretório src contém todo o código do projeto. Será detalhado mais tarde nesse artigo.

  • static Coloque neste diretório imagens e arquivos que não serão “compilados” no projeto, mas estarão presentes no resultado final. Qualquer arquivo adicionado aqui será literalmente copiado para o projeto final.

Além destes diretórios, temos arquivos importantes na raiz do projeto, são eles:

  • index.html Contém uma div com o id app. É aqui que tudo começa na aplicação, onde o Vue será instanciado.

  • package.json Contém diversas informações sobre o projeto, como a definição dos comandos que o node pode executar, os pacotes npm a serem instalados, entre outros.

  • .esointrc.js Contém informações sobre como o ESLint deve se comportar no projeto. Veja este artigo para maiores detalhes.

Agora vamos dar uma olhada no diretório src, que é onde temos todos os arquivos do projeto em si.

  • assets Contém arquivos que serão transpilados para javascripts e injetados no projeto. Pode-se dicionar aqui o logotipo ou pequenas imagens do projeto. Não adicione fotos ou imagens muito grandes já que tudo irá se tornar javascript! Para imagens grandes, como fotos, use o diretório static.

  • components Inicialmente adicionamos os componentes Vue neste diretório, o que não precisa ser um padrão. Em projetos muito grandes podemos dividir os componentes em diversos níveis. Neste projeto vamos continuar usando a estrutura simples, então qualquer componente .vue do projeto será adicionado neste diretório.

  • router Este diretório possui apenas o arquivo index.js que contém as rotas de cada componente do projeto, já que o Vuetify usa o Vue Router.

E os arquivos:

  • App.vue Este é o componente principal da aplicação. É ele que “desenha” todas as funcionalidades que vimos na execução do projeto. Os menus flutuantes, o cabeçalho, rodapé e corpo da aplicação. Daremos uma especial atenção a este arquivo em breve.

  • main.js Este arquivo importa e cria a instância Vue, associando ele àquela div id=’app’. O router também é iniciado, onde os demais arquivos vue serão instanciados. Possivelmente você irá alterar este arquivo em algum momento do projeto, adicionando mais bibliotecas.

No próximo artigo veremos um pouco mais sobre os componentes que estão presentes no App.vue, até lá!